Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Uma ajudinha para Scorsese

Cultura

Luiz Carlos Merten

25 Fevereiro 2007 | 11h18

Vocês sabem que não gostei de Os Infiltrados e, após o terceiro filme ruim seguido (toda a colaboração com Leonardo DiCaprio), nem sei mais se gosto do Scorsese como diretor, embora continue a respeitá-lo por tudo o que ele fez, e continua fazendo, como cinéfilo. Acho que Scorsese ganha hoje seu Oscar de direção e, se isso ocorrer, ganham Babel ou Miss Sunshile o Oscar de melhor filme, porque acharia o fim se Os Infiltrados ganhasse o prêmio principal. Sempre existe a esperança de que a academia radicalize e vá de Clint, mas, enfim… Estou postando isso não para polemizar de novo sobre Scorsese, mas para dar uma dica a seus admiradores. O Fábio, acho que foi ele, disse que o Scorsese é o verdadeiro esplendor da mise-en-scène, não o Clint, e esse me parece um pouco o problema. Scorsese, há tempos, anda querendo mostrar que filma melhor que ninguém. Termina chamando mais a atenção para a própria mise-en-scène do que para as histórias e temas de seus filmes recentes, que a mim, pelo menos, não têm convencido (Gangues e O Aviador, com perdão de quem gosta, me parecem vexames). A questão é que, no Chile, em férias, havia comprado uma revista – Hacendo Cine. Cheguei no Brasil, fui empilhando coisas em cima e esqueci dela. Hoje, procurando não importa o quê, antes de sair de casa, topei com a revista. Justamente hoje! A redação achou Os Infiltrados tão bom que uma crítica não bastaria e encomendou a especialistas que decupassem o filme, analisando fotografia, montagem, direção de arte etc. São análises muito legais. Vão dar munição a quem gosta do filme. O fotógrafo e o montador que analisam Os Infiltrados são – vejam só! – os que fizeram El Otro, de Ariel Rotter, o filme argentino que ganhou dois prêmios importantes em Betlim (melhor ator, para Júlio Chávez, o ator de El Custodio/O Guardião – aprendi, viram? – e prêmio especial do júri). A edição devia ser de janeiro, pois comprei no mês passado e os interessados podem tentar entrar no site da revista – www.hacendocine.com.ar (de Argentina).