Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Um lorde

Cultura

Luiz Carlos Merten

31 Agosto 2008 | 14h07

Não contei para vocês, mas entrevistei sexta-feira, no final da tarde, Walter Salles e Daniela Thomas, de ‘Linha de Passe’, e também o elenco do filme que estréia na sexta, dia 5 (Sandra Corveloni e seus ‘filhos’, entre os quais está Vinicius de Oliveira, o Josué de de ‘Central do Brasil’, 11 anos depois). Gosto muito do filme e fui para a entrevista tentando decifrar dois enigmas – um deles é porque Waltinho, que tem uma carreira solo, volta e meia sente essa necessidade de dividir a autoria com Daniela (que também tem a carreira solo dela). A outra é como e por que Walter Salles, filho de banqueiro, rico, educado, culto, bonito – o sonho de consumo de 99% das mulheres que conheço, perdão Waltinho, mas não podia deixar de postar essa -, faz esse cinema que se volta para os pobres, os excluídos, os que não têm míseros 10% de tudo o que ele possui e representa. Visconti, meu ídolo, foi um aristocrata que virou comunista e fez a obra-prima ‘Rocco e Seus Irmãos’, que Waltinho – quero dizer, Walter Salles, senão vou ser acusado de estar comprometendo minha análise com a ‘intimidade’ -, como eu, adora. Walter não é um aristocrata de berço, como Visconti, mas de alguma forma ele se fez um lorde. O mais bacana é que seu interesse pelo outro, pelo diferente dele, é genuíno e sincero. Não é marketing. Ultrapassei meu tempo nessa conversa e não relato os problemas que isso causou. Aguardem – ‘Linha de Passe’ entra na sexta. Programem-se para mais um filme nacional. ‘Linha de Passe’ terá público? Conseguirá sobressair-se nesses míseros 6,09% que têm sido o limite da participação brasileira no próprio mercado? Espero… Daniela Thomas, quando o filme foi selecionado para Cannes, disse que a piada interna da equipe é que Vinicius de Oliveira estava jogando um tal bolão que a verdadeira intenção de Walter teria sido a seguinte – ele fez o filme só para conseguir vender o passe do Vinicius para o Barça. Entrei no clima de brincadeira e minha primeira pergunta para Vinicius de Oliveira foi sobre isso. Ele já foi contactado por emissários do Barcelona? Vinicius disse que ainda não, mas fez a ressalva. O filme ainda não estreou. Vamos ver agora…