Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Toda força ao México

Cultura

Luiz Carlos Merten

24 Outubro 2007 | 14h01

Já estamos chegando ao fim da primeira semana da Mostra e quero dizer que, se depender de mim – e a menos que as coisas mudem, daqui para a frente – já tenho candidato para o prêmio da crítica. É o mexicano ‘Cochochi’, de Israel Cárdenas e Laura Amélia Guzmán, que terá sessão amanhã no Arteplex, o fim da tarde. O filme produzido pela Canana, empresa criada por Gael García Bernal e Diego Luna, me lembrou alguma coisa de ‘Balão Branco’ (o rigor, a busca, a relação das crianças), do iraniano Jafar Panahy, como já escrevi – não sei mais se no blog ou no ‘Caderno 2’. O curioso é que outro mexicano, Carlos Reygadas, já ganhou o prêmio da crítica, no Festival do Rio, por um filme que os paulistas não verão na Mostra – ‘Luz Silenciosa’ (Stellet Licht). Teremos outra vitória mexicana? E, em caso afirmativo, terá o México, hoje, a cinematografia mais potente da América Latina? Como ficam a Argentina e o Brasil? Antes de procurar respostas, vejam ‘Cochochi’. Ponho mais fé em que vocês concordem comigo – quanto à qualidade de ‘Cochochi’ – de que venham a postar para dizer que exagero.