Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Tárr…taruga

Cultura

Luiz Carlos Merten

13 Agosto 2011 | 11h31

GRAMADO – Falei, no post anterior, na similaridade entre ‘Sudoeste’, de Eduardo Nunes, que encerrou ontem as projeções do Festival de Gramado, e ‘Limite’, o mítico filme de Mário Peixoto que completa 80 anos em 2011. Na verdade, era uma coisa óbvia, até porque o conceito de Gramado consiste em escolher, e exibir, filmes que dialoguem entre si e ontem passou o documentário ‘O Mar de Mário’, sobre o autor de ‘Limite’ e seu filme cultuado. Mas não resisto a assinalar uma observação de Orlando Margarido. Fomos jantar, mais de meia-noite – Neusa Barbosa, Carlos Eduardo, de Londrina, a Ana, mulher dele, Orlando e eu, havia mais gente na mesa, mas quem? -, e o Orlando fez uma ponte entre o filme de Eduardo Nunes e o Bela Tárr que vimos em Berlim, e que, do estrito ponto de vista do cinema,  deveria ter ganhado o festival deste ano, ‘O Cavalo de Turim’. O mesmo rigor da imagem em preto e branco, um tempo lento, que não é o acelerado da maioria das produções atuais. Vou sacanear o Carlos Eduardo, porque ele fez piada – Bela Tárr… taruga, porque achou ‘Sudoeste’ esteticista, acreditando que uma boa montagem poderia enxugar o filme numa meia hora. Poderia, mas não seria o filme que Eduardo quis fazer, e fez. É curioso, pois ‘Sudoeste’ tem algo, sim, de Bela Tárr e seu último filme (o autor anunciou que está parando com o cinema), mas Rubens Ewald Filho, que viu o filme do meu lado, também fez uma observação interessante. Olhando aquelas estradinhas desoladas, a natureza seca, a salina, ele disse  ‘Parece o Pò, não?’, referindo-se ao rio italiano que atravessa tantos clássicos do neo-realismo, incluindo o viscontiano ‘Obsessão’, que antecipa o movimento, e o documentário de Michelangelo Antonioni. Não resisti a postar essas observações. ‘Sudoeste’ ainda não tem distribuição. Espero que consiga logo, mas agora começa a temporada dos festivais – Brasília, Rio, a Mostra. Acho que o lançamento ficará só para o ano que vem. O filme tem participação do fundo de Roterdã. Irá para o festival? E Berlim? As respostas vão surgir com o tempo.

As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Encontrou algum erro? Entre em contato