Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Stop-Loss

Cultura

Luiz Carlos Merten

22 Abril 2008 | 13h22

Ellen me cobra um comentário sobre ‘Stop-Loss’, o novo filme da diretora de ‘Meninos não Choram’, Kimberly Peirce, com o ex de Reese Whiterspoon, Ryan Philippe. Assisti ao filme em Los Angeles com meu amigo Alessandro Giannini e confesso que tive um choque. O filme acompanha um grupo de soldados na Guerra do Iraque. Eles conhecem o inferno, voltam aos EUA, são recebidos como heróis, mas Philippe, ao ser reconvocado para a guerra, resolve fugir. Giannini achou que a Kimberly arregla no final, que não vou contar. Confesso que fiquei perturbado e, depois de muito pensar, cheguei à conclusão de que o filme ‘não’ é sobre o Iraque. É sobre homens, sobre amigos, sobre a mística do grupo – que Sam Peckinpah também celebrava como valor derradeiro em ‘Meu Ódio Será Sua Herança’ (The Wild Bunch). É o tipo do filme que preciso (e espero…) rever, mas me impressiona muito a forma como essa diretora aborda o universo masculino (lembram-se da Hilary Swank machona de ‘Meninos não Choram’?). A chegada dos ‘heróis’ à pequena cidade culmina numa noite de bebedeira, sexo e violência. è curioso como certas mulheres – Kathryn Bigelow também – possuem uma direção de cena viril. Kimberly Peirce tem. Não estou dizendo que ela vista os sapatões nem nada, mas o próprio Brian De Palma, em ‘Redacted’, se preocupa demais com a linguagem – é seu tema – para ir tão fundo nas relações.