Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Socorro!

Cultura

Luiz Carlos Merten

03 Fevereiro 2010 | 09h10

OURO PRETO – Havia dito ontem à noite que meu próximo post seria acrescentado de BH, mas não. Levantei-me cedo para fazer os filmes na TV de amanhã. Aproveitei e dei uma conferida nos e-mails e não estou conseguindo postar comentários como o da Xokita, sobre as indicações para o Oscar (e para o prêmio Framboesa). Apareceu para mim aqui uma mudança de formatação da qual não estava informado. Vamos ver do que se trata. Enquanto isso, Xokita e Paulo aguardem, por favor Aproveito para fazer uma retificação. Estava no banho quando me caiu a ficha. ‘Vivacious Ladyu’, Que Papai não Saiba, de George Stevens, com Ginger Rogers, não é com Cary Grant e sim, com James Stewart. Assisti ao filme, e também aos dois de Lubitsch a que me referi no texto, num ciclo sobre comédias românticas dos anos 1930 e 40, no Action Christine um pequeno cinema de arte da Rive Gauche que é um dos meus favoritos, quando estou em Paris. Tenho de agradecer ao meu trrabalho, que me tem permiotrido viajar tanto, conhecendo o Brasil o mundo e, principalmente, conhecendo gente, que é o que mais importa. Volto sábado a São Paulo – não, Xokita, não participo de nenhum evento em BH de hoje a sexta. Fico um pouquinho em São Paulo e, na terça, já embarco para Berlim. Embora deva ir a Londres para a junkett de ‘Alice’ – não entendo por que tenha de entrevistar Tim Burton e JOhnny Depp na capital inglesa, se ambos estarão na Berlinale -, espero passar mais dois ou três dias em Paris, onde Isabelle Huppert estreia em fevereiro ‘Um Bonde Chamado Desejo’, d’après Tennessee Williams.