Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Se você quer brigar…

Cultura

Luiz Carlos Merten

04 Agosto 2010 | 13h52

Sobre os comentários no post ‘Ruim  mas bom’, vou ignorar o do Coraças, não porque ache que não tem razão, mas porque não percebeu a ironia, claro. Como diria Eduardo ‘Dudu’ Araújo – este saiu do baú –  ‘Se você quer brigar e acha que com isso estou sofrendo/pode vir quente que eu estou fervendo.’ Brincadeirinha, cara. Só o que faltava terem de concordar para ficar no blog. Mas me interessam particularmente outros dois comentários. Madson Hudson acha que o problema do filme, e do cinema atual de ação, em geral, é que não existem mais atores para encarnar o herói. Discordo, porque Jason Statham, como se diz, ‘me inspira’. O cara é bom paca. Macho, foge um pouco à tradicional uma só expressão, ou seja, consegue ‘representar’, e ainda por cima é sedutor. Um herói que tem tempo de fazer sexo é uma raridade no cinemão. Em geral, os caras desviam o apetite do sexo para a violência. Stallone teve aquela coreografia com Sharon Stone – qual era o filme mesmo? -, mas nunca consegui acreditar que, depois de todo aquele esforço para esconderem as ‘partes’, os dois ainda teriam fôlego para alguma coisa. Sobre o comentário do Aquiman, adoro Jet Li e seria o único a me fazer balançar em relação a Jason (embora também goste do Mark Dacascos, como lutador, é bom acrescentar).  O curioso é que, na saída do ‘Mercenários’, encontrei Alessandro Giannini e até comentei. Há um crédito no fim do filme. Cory Yuen é o coreógrafo pessoal de Mr. Li. Achei, e Gia concordou, que as lutas de Jet Li são as menos impressionantes do filme, ou assim nos pareceram. O que te parece, Aquiman? Vou ter de rever o ‘Mercenários’ por causa de Jet Li?