Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Resnais, Cronenberg, Walter Salles, é a lista de Cannes!

Cultura

As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cultura

Resnais, Cronenberg, Walter Salles, é a lista de Cannes!

Luiz Carlos Merten

19 Abril 2012 | 09h14

Cannes acaba de divulgar a lista dos filmes que integram a seleção oficial – competição e Un Certain Regard – deste ano. Sim, Walter Salles está de novo na disputa com ‘On the Road’ e David Cronenberg volta à Croisette, agora com ‘Cosmopolis’. Isso significa que o casal de ‘Crepúsculo’, Kristen Stewart, no filme de Walter, e Robert Pattinson, no de Cronenberg, vai fazer a montée des marches. Além dos dois, o brilho do tapete vermelho está garantido com Brad Pitt (com Angelina Jolie?) em ‘Killing Them Softly’, de Andrew Dominik, e Marion Cotillard em ‘The Rouille et d’Os’, de Jacques Audiard. Abbas Kiarostami, Michael Haneke, Carlos Reygadas, Tomas Vinterberg e Alain Resnais voltam à competição com ‘Like Someone in Love’, ‘Amour’, ‘Post Tenebras Lux’, ‘The Hunt’ e ‘Vous n’Avez Encore Rien Vu’. Lembro-me de um antigo texto de Walter SAlles, que havia amado ‘Mauvais Sang’, Sangue Ruim. Leos Carax, que volta e meia ressurge dos mortos, está na liça com ‘Holly Motors’. O coreano Hong Sangsoo, com ‘In Another Country’, o italiano Matteo Garrone,’Reality’, e o meu amado Sergei Loznitsa, de ‘A Felicidade’, agora com ‘In the Fog’, todos estarão correndo atrás da Palma de Ouro. E há aqueles autores que, integrando a seleção, vão passar fora de concurso – Bernardo Bertolucci, com ‘Io e te’, e Philip Kaufman, ‘Hemingway and Gelhorn’. Na mostra Un Certo Olhar, o argentino Pablo Trapero estará copm dois filmes – o episódio de ‘Sete Dias em Havana’ e ‘Elefante Branco’. Vou ter de levar black-tie para assistir às sessões da meia-noite do ‘Drácula’ de Dario Argento e de ‘Ai To Makoto’, de Takashi Miike. E se Wes Anderson faz a abertura, com ‘Moonrise Kingdom’, Terrence Malick declinou do encerramento – seria inédito, dois filmes em anos consecutivos do mais bissexto autor do cinema norte-americano – e a clotûre será com ‘Thérèse Desqueyroux’. O romance de François Mauriac já teve uma versão famosa de Georges Franju, com Emmanuelle Riva, nos anos 1960, e agora volta à tela com Audrey Tautou, dirigida por Claude Miller. Mal posso esperar para ver tudo isso. De 16 a 27 de maio, a capital mundial do cinema será… Cannes!