Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » “Red Social”

Cultura

Luiz Carlos Merten

14 Novembro 2010 | 16h22

BUENOS AIRES – Aqui estou no aeroporto de Ezeiza, esperando para embarcar de volta para o Brasil. Nao tive tempo de postar, após os registros da manha de ontem. Por la tarde assisti a “Les Plages d.Agnes”, de Agnes Varda. Foi a segunda vez que vi o filme, que amo. É difícil classificá-lo. É documentário? Ficcao? Docudrama? Ensaio poético? Um pouco de tudo. Varda viaja no próprio passado, no próprio cinema. Um dos momentos mais belos de “Praias” é o encontro de Varda com Zalman King. Ele foi um dos reis do porno soft nos anos 1970/80. Os críticos, sem excecao, adoravam bater no reui Zalman. Varda o reencontra com a mulher. Juntos e felizes há 45 anos. Jacques Demy e ela também tinham o projeto de envelhecer ju ntos, mas ele morreu de aids, numa época em que a doenca era estigmatizada. Varda assume que tem um pouco de inveja, quando ve Zalman e a mulher se afastando da camera. Lembrei-me de “José e Pilar”, quando Saramago diz que tem ideias para novos romances e pergunta para a mulher, Pilar del Rio,o que é mais importante, a arte ou a vida, e ela responde – “Acho que a vida, claro.” Jean-Thomas Bernardini nos faria um grande favor, se a Imovision lancasse esse belíssimo filme. Saí de “As Praias de Agnes” com a cabeca a mil. Fui ver “Rede Social”, de David Fincher, que já estreou na Argentina. Tomei novo choque. Fincher é f… Claro que seu filme nao tem nada a ver com John Ford, mas, como “Rastros de Ódio”, “Rede Social” narra a tragédia de um solitário. Mark nao sei das quantas, o inventor do Facebook, criou um sustema de comunicacao que atinge 500  milhoes de usuários bno mundo. Nao lhe serve de grande coisa, nem ter virado um bilionário. Ele perde o (único) amigo e nao ganha a mulher que deseja. Nao consigo imaginar um filme mais crítico do seu protagonista. Uma pessoa conhecida havia reclamado da voz de Jesse Eisenberg, que faz o papel. Achou irritante. Nao lhe passou pela cabeca que aquilo faz parte da construcao do personagem. Há que ser generoso com a limitacao das pessoas. Eu, as vezes, confesso que nao tenho paciencia, principalmente quando sao (de)formadores de opiniao.

Encontrou algum erro? Entre em contato