Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Recadinho para o Marcelo

Cultura

Luiz Carlos Merten

28 Junho 2010 | 15h37

CANCUN – Meu colega Marcelo viu o Lenny, de Bob Fosse, e me pergunta como eu ainda consigo escrever sobre cinema, vendo tanta porcaria, principalmente se comparada a filmes como este. mas o Marcelo foi injusto. Dustin Hoffman foi indicado ao Oscar pelo papel, uma das trocentas vezes em que concorreu, antes de ganhar sua estatueta em Rain Man, no qual Tom Cruise serviu de escada para que ele brilhasse. Nao gosto de Rain Man e, menos ainda, de Johnny e June, pelo qual Reese Whiterspoon ganhou o Oscar. Voces que me acompanham sabe como acho absurdo que ela tenha sido premiada e Joaquin Phoenix, nao, mas a verdade é que ele é bom demais para aquela academia. O mais impressionante, Marcelo, é que há 40 anos, Lenny foi proibido pela censura do regime militar do Brasil, mais zeloso do que a própria Academia de Hollywood na salvaguarda do puritanismo norte-americano, que o filme, como o próprio Lenny Bruce, se esmerava em atacar. Lembro-me de que tive de ir ao Uruguai para ver Lenny pela primeira vez. Hoje, o filme está na TV. Nada como o tempo para recolocar a barbárie em perspectiva.