Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Que p… de mundo é este?

Cultura

Luiz Carlos Merten

01 Novembro 2011 | 00h15

Gostaria de falar do russo Alexander Mindadze, já que amanhã será a última exibição de ‘Sábado Inocente’. Havia falado com o diretor em Berlim e até botava fé que o filme dele seria premiado, mas não dou sorte com os russos na Berlinale. Amei o ‘Sol’, de Alexander Sokúrov – o melhor filme dele -, e ‘O Sol’ passou em brancas nuvens em Berlim. Inversamente,’ How I Ended This Summer’, de…, foi premiado em 2010 e não vou dizer que tenha detestado o filme, mas quase.  Vou deixar Mindadze de lado para um pequena reflexão. Já falei aqui de ‘Novecento’ e aré insinuei que Bernardo Bertolucci não conseguiria fazer hoje seu épico, pelo menos não daquele jeito. Falei das cenas que configuravam abuso infantil. Vejam como são as coisas. Sentei-me ao lado de uma mulher que passou incólume pelas cenas envolvendo as crianças. Na cena em que Átila, Donald Sutherland, despedaça o gato – e a cena nem é explícita -, bateu um tremor naquela mulher, ela fechou os olhos e eu ali pensando – criancinha pode, animal, nem sonhar. Não estou com isso querendo defender a violência contra os bichos, Deus me livre, mas é preciso priorizar e me escandaliza que a reação da plateia seja essa. Mas houve píor. No sábado, após a coletiva da Mostra, comk a apresentação do júri, seria projetado ‘O Preço do Poder’. Me disseram que o filme começaria às 11 horas (da manhã). Fui tomar café, ao banheiro etc. Voltei à sala às 10h50 e o filme já começara. Resolvi que ia ver depois (quando?), mas fiquei de pé, no corredor de acesso da sala do Arteplex. Entrou uma senhora que havia perdido não me lermbro o quê durante a coletiva. A sala estava escura. Ela caiu naquela escada de se arrebentar. Eu dei um pulo para ajudar. Ninguém na plateia nem se deu conta. Estava todo mundo de olho na tela, de certo à espera do belo George Clooney, que ainda não aparecera. Leon Cakoff criou a Mostra para ser um modelo de humanidade, alteridade. Não foi isso que a plateia de jornalistas sinalizou. Caiu, se rebentou? Foda-se. Confesso que essas coisas me deprimem. Que p… de mundo é este?

Encontrou algum erro? Entre em contato