Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Quantos homens, agora? 13?

Cultura

Luiz Carlos Merten

20 Junho 2007 | 09h48

Estou indo ver 13 Homens e Um Novo Segredo. Não vi o filme em Cannes porque, nos horários, havia sempre algo que me interessava mais e, depois, como não ia fazer entrevista nenhuma, não via por que correr para ver um filme que ia estrear em seguida. 13 Homens estréia nesta sexta. Escrevo sobre o filme porque, nos filmes da TV de amanhã, passa Sem Novidade no Front, do Milestone, que dirigiu o original, em 1960. Sem Novidade é um clássico, um marco do cinema pacifista. Lembro que, em Porto Alegre, Gastal despachou Onze Homens com algum comentário do tipo de que o filme ilustrava a decadência do diretor, a serviço de Sinatra e sua turma. Quem iniciou o culto a Onze Homens foi Scorsese. Revi o filme na TV paga e é muito legal mesmo, melhor que qualquer dos remakes. Filmes de turma não são raros na história do cinema. Sinatra fazia, Jorge Furtado faz em Porto Alegre, George, Brad e Steven fazem em Hollywood. O problema é quando a turma se diverte mais que a gente. Onze Homens, Doze Homens, agora 13. Mas não desgosto, não. Acho até bonito o desfecho do 1 – é do 1, não? -, com Clair de Lune de fundo. A questão é que Soderbergh, para mim, virou um mistério. Wim Wenders, que presidia o júri de Cannes, premiou sexo, mentiras e videotape com a Palma de Ouro porque viu o futuro do cinema no filme do Soderbergh, em 1989. Ele fez alguns filmes que me intrigaram – Kafka, Inventor de Ilusões -, mas hoje em dia desisti de entender o que move o cinema de Soderbergh. O cara faz Trafic e produz Syriana, mas também dirige coisas tão disparatadas que não consigo entender suas escolhas. O Bom Alemão, que vi este ano em Berlim, um filme noir com roupagem de guerra, com George Clooney e Kate Blanchett, é pior que… Quarteto Fantástico, vá lá a provocação. Mas imagino que vai ter defensores para sua metalinguagem de m…, pior que a de gibi, quando passar aqui – se é que a Warner vai mesmo lançá-lo. Vamos lá aos 13 Homens. Tomara que seja divertido!