Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Quanto vale, ou é por quilo?

Cultura

Luiz Carlos Merten

22 Outubro 2007 | 11h33

Gente, preciso parar de postar para fazer o meu material do dia na edição de amanhã do ‘Caderno 2’, mas nãio resto a um último post. Ontem, falando sobre ‘Desejo e Reparação’, escrevi que Joe Wright, entre outras coisas, discute o que é maior – a arte (o cinema) ou a vida? Hoje de manhã, conversava com a minha colega Leonilce Briotto, do ‘Caderno 2’, e ela me contou uma história horrível – sobre um cara jovem, pai de família, que foi morto a facadas por causa de 40 centavos. Quanto vale uma vida humana? 40 centavos? E a ‘Mona Lisa’, quanto vale? Não tem preço. ‘Os Girassóis’, do Van Gogh? Há 20 anos, um quadro da série foi vendido na Christie por US$ 40 milhões. Não estou nem atualizando o preço, mas, ao dólar cotado a R$ 2, corresponde a R$ 80 milhões. Cotando uma vida a 40 centavos, se poderiam matar mais de 160 milhões de pessoas pelo preço de um Van Gogh? O interessante é que juastamente este quadro, descobriu-se depois, era falso. Deliro neste post, mas certo estava o Spielberg, mesmo que seja num de seus filmes de que não gosto tanto. No ‘Soldado Ryan’, citando o Talmude, ele diz que a vida humana é (ou deveria ser) o maior de todos os valores. Não neste mundo globalizado, é verdade.