Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Perguntas que não querem calar

Cultura

Luiz Carlos Merten

04 Fevereiro 2007 | 14h48

Achei legal o comentário sobre A Procura da Felicidade e acho que o Happyness do título tem um significado que só me passou depois de ler o que escreveu o Saymon. A palavra happiness é grafada com Y e Will Smith protesta contra isso, porque está errado, mas talvez o diretor Gabriele Muccino e ele estejam querendo chamar a atenção justamente para o erro. Y remete a Yuppie e o conceito do filme está muito ligado à vontade de ascender a este mundo em que todos são felizes. Talvez seja uma maneira de sugerir que não é bem assim, mesmo que o partido do filme seja defender a busca do sucesso e do dinheiro, alcançáveis por quem batalha (uma fantasia deles, claro). Em matéria de comentários, preciso me explicar. Ao amigo que me pediu informações sobre o DVD de Cabaret – acredita que liguei para várias das grandes distribuidores e o filme do Bob Fosse não é de nenhuma? Fui ao arquivo do Estado e as fotos do lançamento não traziam nenhum logo de distribuidora, coisa mais estranha. Fui a um guia americano que temos aqui e encontrei umas siglas que nem sei como traduzir (AA-ABC; serão Allied Artists e rede ABC?). Depois de muita procura, descobri que Cabaret foi lançado em vídeo pela J.F.Lucas/Concorde. Quem tem os direitos para lançar em DVD? Alguém responda, por favor, porque agora também fiquei curioso.Quanto ao Purgatório, fui à internet e achei várias referências aos filmes que deviam compor a trilogia em que Kieslowski trabalhava ao morrer. Paraíso era o único que tinha roteiro concluído; Inferno estava no esboço; e Purgatório era apenas uma promessa. Talvez seja por isso que Paraíso e inferno tenham sido feitos (e eu já disse que gosto mais do Paraíso, do Tom Tykwer, que se chama Por Amor no Brasil, do que de Inferno, assinado por Danis Tanovic). Não encontrei nada sobre Purgatório, mas, se alguém souber, por favor – estamos aqui, aguardando.