Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Pecados de Guerra 2

Cultura

As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cultura

Pecados de Guerra 2

Luiz Carlos Merten

30 Agosto 2007 | 08h52

Quando acrescentei ontem o post sobre a Mostra de Veneza, sabia que tinha um filme do Brian De Palma, mas não fazia a menor idéia do que se tratava. De Palma me decepcionou tanto com o horroroso A Dália Azul que eu andava querendo distância dele. Mas, enfim – li no Destak -, De Palma apresenta no Lido seu novo filme, Redacted, sobre uma divisão do Exército americano que persegue uma família iraquiana. Cláudia, comentando ontem o post sobre a entrevista do Moniz Bandeira no JB, disse que essa coisa de os EUA estarem decadentes é mais um desejo do que a realidade. Não sou especialista em política internacional nem em economia, mas, para ficar nessa última, até onde sei os americanos têm uma das maiores dívidas internas do mundo (e as guerras de Mr. Bush contribuem para isso). Quando estive no Japão, no junket de O Homem-Aranha 3, dei uma olhada nas versões locais de importantes jornais dos EUA e percebi que as sedes dos grandes conglomerados (e o poder de decisão) anda bem longe de Washington, Dallas, Nova York, Los Angeles – em Tóquio, por exemplo. Não estou polemizando com a Cláudia. Só quero dizer que o De Palma deve estar investindo nessa mesma linha da decadência moral na puritana ‘América’ de Bush. Uma divisão inteira perseguindo uma família? Era a de Bin Ladden, por acaso? Não – essa, já nos disse Michael Moore em Fahrenheit 11 de Setembro, mereceu uma atenção toda especial, a título de proteção, do presidente George W. Bush. Pode ser que me engane, já que não sei muita coisa, mas Redacted me cheira a Pecados de Guerra 2. Lembram do filme com Michael J. Fox e Sean Penn? Soldados americanos, os good guys, estupravam uma garota vietnamita naquela guerra que os EUA perderam na realidade, mas venceram na ficção, com Stallone (Rambo 2 – A Missão) e Chuck Norris (O Super-Comando). O cinema poderá não derrotar Bush Jr., mas que as fissuras desse mundo novo (que ele encarna) aparecem cada vez mais só não vê quem não quer. Não digo que esteja morrendo de vontade de ver Redacted, mas curioso, sim. Vamos ver o que nos resrerva De Palma.