Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Othon Bastos? Catando feijão?

Cultura

Luiz Carlos Merten

05 Dezembro 2008 | 09h38

Ó céus! Quando erro, erro mesmo e vocês já sabem disso. Confundir a 2.a Guerra na Birmânia com a da Coréia em ‘Quando Explodem as Paixões’, um mau John Sturges – apesar de Frank Sinatra, Steve McQueen e Gina Lollobrigida – ainda é passável, mas colocar o Othon Bastos catando feijão com Fernanda Montenegro no desfecho de ‘Eles não Usam Black-Tie’ foi f… Claro que era o Gianfrancesco Guarnieri, autor da peça. Vou pedir perdão especialmente a Cecília Thompson, e ela vai entender. Tiago me critica com tanta fineza – em geral, me detonam – que eu não resisto. Ele não entende como eu posso não gostar de Darren Aronofsky, eu entendo menos ainda como algumas pessoas – incluindo o Tiago – podem gostar tanto do tal Aronofsky. Aquele ‘A Fonte’ foi um dos maiores porres que tive no cinema, na minha vida. Mas tenho de reconhecer que um cara casado com a Rachel Weisz tem que ter seus méritos. E quem sabe este novo filme dele com o Mickey Rourke como pugilista, premiado em Veneza, não é bom mesmo? Tanto quanto erro, vocês sabem que dou o braço a torcer. Posso estar bancando o Pollyanna, mas quantos diretores que eu achava ruins já me surpreenderam aqui no blog? Até já escrevi, não me lembro quando, que adoraria ser surpreendido pelo Aronofsky neste novo filme que venceu no Lido. E o que é mesmo que o cara vai fazer – ‘RoboCop’? Aí acho que já vai ser mais difícil, porque adoro o primeiro da série, dirigido por Paul ‘Instinto Selvagem’ Verhoeven.