Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Oscar asiático

Cultura

Luiz Carlos Merten

17 Março 2008 | 15h36

Melhor filme, diretor e atriz – o Oscar do cinema asiático, uma criação do Festival Internacional de Hong Kong, acaba de consagrar ‘Secret Sunshine’, do sul-coreano Lee Chang-dong, que concorreu no ano passado em Cannes e já havia valido um prêmio à atriz Jeon Do-yeon. Gostei do filme sobre mulher que se muda para a cidade em que nasceu seu marido, depois que o cara morre num acidente de carro. Mas o filho dela é seqüestrado e morto. Como se lida com uma perda dessas? No filme, a personagem tenta conseguir consolo na Igreja Universal e até busca perdoar o assassino do filho, mas ela não agüenta quando o sujeito alcança, na mesma igreja, a paz interior que lhe é negada. Não me lembro, sinceramente, se ‘Secret Sunshine’ passou na Mostra, no ano passado, mas me pareceu forte. ‘Lust, Caution’, de Ang Lee deu a Tony Leung o prêmio de melhor ator. Um troféu especial, de carreira, foi concedido ao sensei Yoji Yamada. Autor da série mais longeva da história do cinema – ‘É Triste Ser Homem’, com 30 e tantos filmes -, Yamada-san tem participado regularmente da competição de Berlim com seus filmes recentes. Não ganha nada, mas eu achei ‘A Mãe’ muito bonito. Foi seu filme deste ano e a TV japonesa até me pegou para uma entrevista, no final da sessão

As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Encontrou algum erro? Entre em contato