Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Onde anda a alma?

Cultura

Luiz Carlos Merten

16 Agosto 2007 | 18h58

GRAMADO – Jesuíno deve ter despencado ontem no blog e por isso não vou ligar muito para o que ele diz. Que eu rezo pelo manual do Syd Field? Que não sei lidar muito bem com a crítica? Pelamor de Deus. Cláudia, agradeço muito a ‘defesa’ – a perspicácia e a ironia, como diz o Jesuíno -, mas vou chutar o pau da barraca. Filme sem alma: não é o Transformers? Como? O interessante de Transformers, e pela primeira vez eu achei um filme do Michael Bay intererssante – não que isso seja relevante -, é que ele conseguiu colocar alma num filme de robôs. Lamento desapontar todo mundo que está em êxtase com Deserto Feliz – e nem quero virar o inimigo número um do filme, porque não é o caso e eu ainda pretendo fazer uma boa entrevista com o Paulo Caldas quando o filme passar no Rio, ou se ganhar aqui em Gramado -, mas a Jéssica me parece robótica demais. Não foi só o gringo que ficou exasperado com a passividade dela. Eu também.