Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Olhaí, Regina

Cultura

Luiz Carlos Merten

03 Agosto 2009 | 17h57

CANCUN – Minha colega Regina Cavalcanti vive dizendo que Paul Walker é tudo. Regina, acabo de entrevistar o cara, que está neste filme, Takers, com Mtt Dillon. Aliás, entrevistei também o Matt e foi uma conversa bacana sobre sua experiencia como diretor, que ele sabe que mudou sua vida. Matt Dillon tem essa fama de homem bonito, good looking guy, como ele próprio ironizava, mas o tempo já passou para ele. Paul Walker, pelo contrário, tem um entusiasmo, um brilho no olho que faz dele uma figura muito especial. As mulheres o acham bonito – tesao? -, os homenms o acham camarada, no sentido de igual. Pauil Walker é dos nossos. Falamos sobre o filme, claro, um policial violento, mas também sobre velocidade – afinal, Fast and Furious, velozes e furiosos -, sobre armas e atividades submarinas. O pai de Walker era atirador de elite do Exército e ele, garoto, já atirava. O assunto caiu em Michael Moore, Tiros em Columbine, e Walker é a favor do direito de sr armar, mas reconhece o ponto de vista do outro lado. As armas matam, mas quem mata mesmo é quem as usa, o homem, e por isso, antes de discutir as armas, ele acha que é preciso discutir nossa humanidade. É um cara muito interessante, articulado e inteligente. Diz que nao tem muitos amigos em Hollywood. Alguns diretores e stuntmen. Reconhece que, como ator, é físico. O que o move, mais do que o papel, é o limite físico que representa para ele. Fora do cinema, é a mesma coisa. Agora mesmo, participa de um programa que consiste em pegar a unha tubaroes para investigar os bichos. Imagino que, se voces pesquisarem na rede, vao encontrar alguns desses relatos. Fiquei impressionado. Por que alguém faz isso? Pelo conhecimento, para vencer o medo. Paul Walker resolveu dar uma prova de amor ä filha e gravou o nome dela no punho. A menina nao ligou muito. Pediu que ele acrescentasse flores. Que flores? Tropicais. E ele mostra o punho. Vai ser, na verdade, vao ser entrevistar boas de publicar na íntegra.

As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Encontrou algum erro? Entre em contato