Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Olhaí o Hulk, verde de raiva, de novo

Cultura

Luiz Carlos Merten

08 Novembro 2007 | 16h40

Só agora descobri que Edward Norton está no Rio, filmando ‘O Incrível Hulk 2’, que não vai ter nada a ver com o filme anterior de Ang Lee, que foi um fracasso absoluto de público, mas do qual eu gosto, mesmo tendo de ter feito esforço para permanecer sério no meio de uma platéia que morria de rir ao ver o cara feito uma bola, quicando naquela cena em que o herói voa através do deserto. Acho muito bonita a dimensão trágica do personagem, que permanece humano pelo olhar (e Ang Lee escolheu Eric Bana para o papel justamente pelos seus olhos). Convidado pela distribuidora – Celso Sabadin era o assessor -, fui a São Francisco visitar o estúdio em que foram feitos os efeitos e achei um assombro ver todos aqueles estudos centrados no olho do ator. Voltando ao ‘Hulk 2’, Edward Norton está filmando numa favela carioca, o que promete, a despeito de tudo o que se diz em contrário, dar continuidade ao desfecho do primeiro filme – em que o Dr. banner, a versão humana de Hulk, presta voluntariado num país qualquer do Terceiro Mundo. Confesso que tenho um pouco de medo do que poderá vir por aí – Hulk esverdeando de raiva por causa do nosso ‘subdesenvolvimento’ e da violência do tráfico. Será isso? Já imaginaram Hulk cerrando fileiras com o Capitão Nascimento, ou até enfrentando o policial militar que vive ali no limite de virar um criminoso como aqueles que persegue, no filme de José Padilha? O diretor de ‘Hulk 2’ é Louis Leterrier, cineasta francês ligado a Luc Besson – e que fez ‘Cão de Briga’, com Morgan Freeman e Jet Li. ‘Cão de Briga’ não era ruim e Leterrier me convenceu ao mostrar Jet Li, grande lutador, como ator dramático de recursos bem apreciáveis. Será que se pode pôr fé em O ‘Incrível Hulk 2’?