Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » O melhor da Caméra d’Or

Cultura

As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cultura

O melhor da Caméra d’Or

Luiz Carlos Merten

24 Outubro 2006 | 13h56

Como jurado da Caméra d’Or, em Cannes, em maio, assisti a dois filmes de diretores estreantes cujo tema é a queda da ditadura de Ceasescu, na Romênia. Como Eu Festejei o Fim do Mundo, de Catalin Milulescu, passa hoje às 16h40, na Sala Uol. O fim da ditadura de Ceasescu, exercida em nome do proletariado, mas no fundo autoritária e personalista como foi o stalinismo, é vista pelo ângulo de uma criança, com humor e, vou admitir, um tanto de sentimentalismo. Achei bem bacana. O outro, 12:08 a Leste de Bucareste, de Corneliu Porumboiu, também passa hoje, às 18h10, no Arteplex 3. De novo o humor, mas agora é a história do apresentador de TV que quer discutir a participação popular no episódio. A história oficial diz que Ceasescu caiu pela pressão popular, o que pode ser verdade, mas não ali, naquela praça, naquele momento, como mostra o filme do Milulescu. O filme de Porumboiu vai contra essa idealização do povo. Não havia ninguém na praça para pressionar o ditador. As pessoas chegaram depois que ele fugiu, para comemorar. Gostei um pouco menos, na hora, de 12:08, mas depois o filme foi crescendo. O enfoque é original, seu humor é mais sofisticado, menos sentimental, e o plano-seqüência do apresentador de TV que fica, sei lá, 15 ou 20 minutos falando, é uma coisa muito ousada. Não gostei tanto, e isso quem for ver verá, daquelas luzes se apagando e acendendo, como metáfora (apesar de tudo) dos poderes do povo. Não votaria jamais no Como Eu Festejei o Fim do Mundo para a Caméra d’Or, mas também não queria votar no 12:08. Preferia os latinos e os ibéricos – Hamaca Paraguaya, El Violín, Honor de Cavalleria. Os Dardenne adoraram o filme do Paromboiu. Me convenceram, ou venceram, me pegando justamente pela política, ressaltando a necessidade (e oportunidade) de um filme daqueles. Era ser contra, ou ser a favor. Fui a favor. O filme de Poromboiu terá nova sessão no domingo, às 17h50, na Sala Uol. Como Eu Festejei na quinta, às 19 horas, no Cinemark Santa Cruz 9. Veja os dois e também Honor de Cavalleria (amanhã, 20h10, no Cine Bombril) e Hamaca (quinta, 16 horas, também no Bombril). Você verá o melhor da Caméra d’Or na Mostra.