Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » O mapa da mina

Cultura

Luiz Carlos Merten

22 Setembro 2008 | 12h30

Antônio Gonçalves Filho me conta que passou ontem pela Laserland do Shopping Iguatemi e comprou baratinhos alguns DVDs muito legais – ‘Longe do Paraíso’, a releitura de Douglas Sirk por Todd Haynes, com Julianne Moore em estado de graça, e ‘Moby Dick’, de John Huston, sobre o qual falamos tanto ultimamente, ambos os DVDs por R$ 15. Por R$ 30, Toninho comprou o “Rei dos Reis’, de Nicholas Ray, superprodução de Samuel Bronston que eu sempre achei deslumbrante. Nick Ray, o Rimbaud de Hollywood, definiu o cinema como ‘a melodia do olhar’ e esse é um de seus melhores filmes para ilustrar o que disse. Do ponto de vista da evolução interna da obra do autor, acho bonito que o rebelde Ray tenha encontrado a paz em Cristo – os planos finais, desde a crucificação, são emocionantes –, mas que o Cristo dele seja retratado no meio de uma Judéia convulsionada pela luta armada de Barrabás, e na qual Judas não é o traidor convencional e sim, um homem que age por consciência, para tentar forçar Jesus a se aliar ao guerrilheiro e usar sua ascendência sobre as massas para libertar a região do jugo romano. A verdade é que Ray filmava bem demais. Ninguém mostrou o Sermão da Montanha como ele. E o Toninho me lembrou agora uma coisa que também estava soterrada lá no meu inconsciente – a dança de Salomé. Brigid Bazlen é quem faz o papel e sua dança é erótica até o limite do obsceno. Vejam para conferir. Um pouco mais salgados, ou bem mais salgados, também estão à venda na Laserland caixas de DVDs importadas. A de Hiroshi Teshigahara é da Criterion, a de André Techiné, Toninho não se lembra quem distribui, mas são sonhos de cinéfilos. Todo Teshigahara – além de ‘A Mulher da Areia’, também ‘Jose Torres’ e agora já é minha expectiva, o thriller ‘A Face do Outro’, o documentário do grande diretor sobre Antonio Gaudi, que eu sempre tive vontade de ver, agora mais ainda, depois de ter visitado Barcelona nas férias, e ‘Summer Soldiers’, que ele fez em parceria (com John Nathan) sobre desertores da Guerra do Vietnã que fugiram para o Japão.