Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » ‘O Grande Golpe’

Cultura

Luiz Carlos Merten

01 Setembro 2008 | 20h46

Elvis me pede que comente o que, para ele, é a maior influência sobre o Tarantino de ‘Pulp Fiction’ – o Kubrick de ‘O Grande Golpe’, que Elvis descobriu somente agora. Curioso. Já entrevistei Tarantino, já o ouvi dar sua aula magna em Cannes – a ‘leçon de cinéma’ – e até li entrevistas que outros fizeram, mas nunca ouvi do cara a menor referência ao grande Kubrick. Tarantino sempre falou de outras coisas, dos asiáticos, de kung fu e eu que, por um desses acasos da vida, me sentei quase ao seu lado na sessão de gala de ‘O Clã das Adagas Voadoras’, prestei menos atenção no filme de Zhang Yimou (que adoro) porque ela estava voltada para a reação infantil do Tarantino, que ria e aplaudia como criança que ganhou um doce, ou cachorro a quem se dá um osso. Preciso dar uma pensada, Elvis, mas assim, de cara, o link que me veio, diretamente, foi entre ‘O Grande Golpe’ e ‘Cães de Aluguel’, o Reservoir Dogs. E, de qualquer maneira, o Kubrick é melhor. Faz tempo que não vejo ‘The Killing’, O Grande Golpe, mas na tradição do assalto perfeito, de ‘O Segredo das Jóias’ a ‘Rififi’ e ‘O Assalto ao Trem Pagador’ – a contribuição brasileira -, acho que é um belíssimo filme. Vou voltar ao assunto, prometo.