Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Ó céus!

Cultura

Luiz Carlos Merten

07 Julho 2008 | 11h01

Carlos Quintão me pegou no pulo – troquei mesmo alhos por bugalhos. Foi o Walerian Borowczyk, outro diretor polonês, quem fez ‘Contos Imorais’, criando o que Jean Tulard define como o gênero ‘erotismo refinado’. E eu, afinal, se perdi ‘Possessão’, assisti a outros filmes de Andrzej Zulawski – ‘L’Important c’Est d’Aimer’, com Romy Schneider; ‘La Femme Publique’, com Valerie Kaprisky; e o operístico ‘Boris Godounov’, com Ruggero Raimondi. Só devo ter perdido, mesmo, de importante, o ‘Possessão’, mas no ativo do cara – ficaria meio chato dizer ‘no passivo’ – estão todas essas mulheres deslumbrantes que ele dirigiu (e até com quem se casou, como a Sophie Marceau). Sorry pelo engano.

Encontrou algum erro? Entre em contato