Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » O caminho, The Way

Cultura

As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cultura

O caminho, The Way

Luiz Carlos Merten

27 Agosto 2011 | 12h10

NAPERVILLE – Ainda estou aqui em Naperville, decidindo o que fazer da vida. Viajo aa noite para o Brasil e poderia pegar um trem para Chicago, dar uma volta pela cidade, ou entao me enfurnar no cinema, no shopping, e ver dois ou tres filmes ateh a noite. Estou mais inclinado pela segunda possibilidade. Nao sei como foi o filme do casal Carlos Alberto Riccelli/Bruna Lombardi. Quero dizer – no fim de semana de estreia, o passado, fez 70 e poucos mil espectadores, o que nao foi muito, copnsiderando-se as cento e tantas copias, mas deve passar facil o anterior, `Signo da Cidade`, que ficou nos 100 mil. O curioso, e eh por isso que estou falando de `Onde Estah a Felicidade?`, eh que Bruna e Riccelli teem um concorrente norte-americano. Martin Sheen e o filho Emilio Estevez estrelam e o Emilio dirige `The Way`, El Camino, que nao eh outro senao o de Santiago de Compostella. Vi o trailer e li um folheto que diz que o filme eh o tributo de pai e filho aa vertente espanholas da familia, que eu nem sabia que existia. Indo em busca do Caminho de Santiago, eles tentam reenciontrar as origens. Achei bem interessante, vamos ver se o filme segura. Hah quantos, 40 anos?, Martin Sheen participou de filmes importantes como `Badlands`, o primeiro Terrence Malick, que no Brasil se chamou `Terra de Ninguem`, ao lado de Sissy Spacek. Duramnte a filmagem, ela conheceu o futuro marido, Jack Fisk, que virou diretor (de poucos filmes) e ateh hoje permanece como um grande diretor de arte (de Malick, na `Arvore da Vida, inclusive, e de David OLynch, em `Historia Real`). Martin Sheen fez `Apocalypse Now`, de Coppola, e um pequeno filme de Lamont Johnson, `A Execucao do Soldado Slovik`, sobre o unico soldado norte-americano fuzilado durante a 2.a Guerra, episodio que Carl Foreman tambem reconstituiu em `Os Vitoriosos`, que dirigiu, alem de escrever. Emilio Estevez participou de bons filmes. Representa a vertente da familia aa qual sou simpatico. Seu irmao Charlie Sheen, pela arrogancia e violencia, parece ter assimilado o comportamento do yuppie que interpretou em `Wall Street, Poder e Cobica`, de Oliver Stone. Nao acompanhei muito o caso, mas essa historia de machao ficar batendo em mulher nao me faz a cabeca, mas, enfim, parece que ambos bebiam ateh cair e ai fica dificil saber quem tem razao. Jah me disseram que, se assistisse a `Two and a Half Men`, jah teria mudado de opiniao e entrado para o time de fans de Charlie. Nao conheco ninguem que, vendo, nao adore a serie (e o personagem). Enfim, fiquei curioso para ver o caminho, por Emilio Estevez. Serah que o filme terah distribuicao no Brasil? (E, claro, antes que alguns de voces reclamem, desculpem pela redacao, com esses Hs e letras duplas substituindo acentos e crases, mas eh o teclado em ingles, que nao consigo converter para o portugues, nem com ajuda da funcionaria do business center. Amanha, de volta aa casa, prometo voltar a escrever direitinho.)