Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » O caminho do inferno

Cultura

Luiz Carlos Merten

13 Dezembro 2009 | 13h13

Já havia recebido um monte de porrada por causa de um post antigo – acho que do Festival de Berlim de 2007, pois o filme é de 2006 – sobre o horroroso ‘Cidade do Silêncio’, de Gregory Nava, com Jennifer Lopez e Antonio Banderas. Estou na redação do ‘Estado’, abri minha caixa de e-mails e a pancadaria recomeçou. O filme passou se não me engano ontem na TV, não foi? Fui acusado de superficial, insensível. Teve um delegado do não sei o quê que me exortou a buscar a página de informações sobre Ciudad Juárez na internet para saber o que estava falando. Bem, já deixei vocês me esculhambarem à vontade, validando os comentários, mas nem todas as páginas da internet vão me convencer de que o filme não apenas é ruim como é desrespeitoso às vítimas daquela violência. Se Jennifer e seu diretor – que já haviam feito juntos ‘Selena’ – estivessem interessados na honestidade dos fatos teriam feito outro filme (eu diria que talvez devessem ter colocado o dinheiro e saído de cena, chamando alguém menos preocupado em rimar ‘denúncia’ com ‘thriller’ palatável). Só como curiosidade, fui conferir o que Leonard Maltin diz sobre ‘Bordertown’, o título original, em seu guia – ele define o filme como ‘brutal exploitation’, exploração brutal, e é a pura verdade. Meus amigos, o caminho do inferno está pavimentado de boas intenções e esse é um daqueles filmes que desservem o tema abordado. Mas continuem gostando, se isso aplaca a má consciência de vocês.

Encontrou algum erro? Entre em contato