Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » O ‘bom’ coreano

Cultura

Luiz Carlos Merten

16 Maio 2009 | 13h05

CANNES – Só mais um post antes de correr ao palais para ver mais um filme, e um filme pelo qual estou cheio de expectativa, ‘Kinatay’, do filipino Brilhante Mendoza, o mesmo diretor de ‘Serbis’, que emplaca seu segundo filme seguido na competição. Assisti há pouco a ‘Mother’ (Mãe), de Bong Joon-ho, na mostra Um Certain Regard. Gostei mais do que do coreano da competição, o filme de vampiros de Park Chan-wook, que é, confesso que nem tinha me dado conta, uma adaptação de ‘Thérèse Raquin’. ‘Mother’ é estilizado e violento na sua (re)criação de gênero, como costuma ser o melhor cinema sul-coreano – o Chan-wook de ‘Badboy’ e ‘Lady Vengeance’ -, e, ao mesmo tempo, como ‘Oldboy’, sua história possui uma forte carga emocional. Lá, era a vingança de um pai, aqui uma mãe (coragem?) que não recua diante do crime para proteger o filho acusado de assassinato. A atriz Kim Lye-ja é a Fernanda Montenegro do teatro coreano. Espero que a Paris compre ‘Mother’ para que vocês possam conferir esse filme que me causou forte impressão. E vamos agora ao novo ‘Serbis’ de Brilhante Mendoza.

Encontrou algum erro? Entre em contato