Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » O ar da graça de Bruno Ganz

Cultura

Luiz Carlos Merten

08 Março 2009 | 22h51

Fui ver o ‘Vitus’ e achei um filminho, exceto pela presença de Bruno Ganz, que é um dos atores do novo filme de Theo Angelopoulos, o segundo da trilogia de ‘Eleni’, que assisti em Berlim. Não é tão bom quanto o primeiro, mas fiz – fizemos, Orlando Margarido e eu – uma bela entrevista com o diretor, mais Irène Jacob e Willem Dafoe, que também integram o elenco, com Ganz e Michel Piccoli, mas os dois últimos não deram entrevista – Piccoli acho que nem foi à Berlinale. Vou tenta publicar a entrevista no ‘Caderno 2’. Afinal, Angelopoulos é um grande diretor, independentemente de eu não gostar (muito) de um filme dele – gosto de outros e da obra como um todo, e isso é mais importante. Seus últimos filmes não tem passado nem em festivais aqui no Brasil (na Mostra, por exemplo). Leon Cakoff devia era trazer Angelopoulos para dar sua master class na FAAP, como ele vai fazer neste mês, no México. Homenageado, e com direito a retrospectiva, pelo Festival de Guadalajara, o diretor grego dá uma aula magna na universidade da cidade mexicana. Já pensaram? Que beleza!

Encontrou algum erro? Entre em contato