Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Novos números do cinema brasileiro

Cultura

Luiz Carlos Merten

21 Abril 2010 | 17h53

Folheando o ‘Segundo Caderno’ do Globo, chamou-me a atenção a matéria sobre os 2 milhões de espectadores de ‘Chico Xavier’, que o filme de Daniel Filho conseguiu em 16 dias de exibição. A previsão é de que a carreira de ‘Chico Xavier’ ainda não chegou à metade e poderá atingir 5 milhões de espectadores.  Longa vida a Daniel e a seu filme, que poderá ser o grande sucesso nacional do ano – mas não se esqueçam de que José Padilha vem aí, no segundo semestre, com ‘Tropa de Elite 2’, e Guel Arraes não quer fazer feio com ‘O Bem Amado’, que vai abrir o Festival do Recife na segunda-feira. A mesma notícia do Globo dá conta da tímida bilherteria de ‘as Melhores Coisas do Mundo’. O filme de Laís Bodanzky fez 52.700 espectadores em 150 salas. A média por sala, ou cópia, é baixa, mas espero que se repita com o filme o que conversamos, Laís e eu, na entrevista que fiz com ela, por ocasião da estreia.  Os filmes de Laís e de seu marido Luiz Bolognesi costumam começar mornos. Nem ‘Bicho de Sete Cabeças’ nem ‘Chega de Saudade’ estouraram no primeiro fim de semana. São filmes que permanecem longo tempo em cartaz atraindo público e terminam atingindo números dignos, senão realmente expressivos. A Warner espera que a história se repíta com ‘As Melhores Coisas’.  Eu espero. Gostei bastante, e espero que vocês tenham gostado – gostem – também.