Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Novidades

Cultura

Luiz Carlos Merten

07 Março 2007 | 19h19

Duas informações que acho que vocês gostarão de saber, se é que já não sabem. De volta de Paris, após Berlim, falei com Jean-Thomas, da Imovision, e sugeri que corresse atrás de Coeurs, do Resnais, e de Black Book, do Paul Verhoeven. Havia assistido aos dois e acho fundamental que as pessoas os conheçam. Se achei o Resnais muito formalista e, no fundo, me impressionei mais com os excessos do melodrama de guerra de Verhoeven, é o de menos. O importante é trazer esses filmes para o Brasil. Jean-Thomas ficou de ver o Verhoeven, mas me disse que Coeurs é da Pandora. Fui checar e não apenas é verdade como o Leo, que faz a assessoria de imprensa da casa, me disse que André Sturm, dono da marca Pandora, já quer lançar o filme em maio, daqui a dois meses. Esta é uma informação, a outra refere-se ao próprio Jean-Thomas, que me confirmou que adquiriu, em Berlim, os direitos de distribuição de Irina Palm, o filme com Marianne Faithfull que virou uma das sensaçõpes (ou a sensação…) do festival. Marianne faz a coroa que vai trabalhar como masturbadora profissional numa espeluncha de sexo para levantar o dinheiro necessário à cirurgia que poderá salvar seu neto. Perguntei ao Jean-Thomas se Irina Palm é para a Mostra, em outubro, e ele disse que este é o tipo do filme que não necessita da exposição da Mostra, com seu público de cinéfilos, para ganhar visibilidade. Ou seja. Irina Palm também é capaz de estrear logo por aqui. Aguardem!

Encontrou algum erro? Entre em contato