Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Nosso querido Kore-eda

Cultura

Luiz Carlos Merten

04 Maio 2009 | 04h51

ROMA – Fico até terça na Itália (amanhã à noite ocorre o tapete vermelho de ‘Anjos e Demônios’) e, na quarta, sigo para Paris, onde fico durante uma semana, à espera do Festival de Cannes, que começa dia 13. Dei uma olhada nos jornais de lá, no aeroporto, e já vi que estrearam ‘trocentos’ filmes que vou tentar ver, incluindo um que não resisto a antecipar. Falamos aqui no outro dia sobre Hirokazu Kore-eda (acertei o nome!), a propósito de ‘Ninguém Pode Saber’, Nobody Knows. O novo filme dele chama-se ‘Still Walking’ e conta a história de uma mulher que persegue uma borboleta, convencida de que é a encarnação da alma do filho, que morreu. Nossa, achei isso tão bonito que espero desembarcar em Paris e correr para o cinema para ver. Uns amigos de Portugal me informaram que ocorrem em Paris cabines de filmes da Quinzena dos Realizadores e da Semana da Crítica. Não sabia disso, mas se for verdade com certeza vou tentar me enturmar. Já é tarde aqui em Roma, quase meia-noite (estou cinco horas adiante). Tive um dia bem corrido e estou cansado. Mas não resisto a dar essas notícias, já que há dois dias andava ausente do blog. Quero acrescentar mais um post. Sobre teatro. Leia em seguida.