As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Non ammazzare…’

Luiz Carlos Merten

31 Outubro 2012 | 09h17

Entrevisto daqui a pouco Claudia Cardinale. Ela participas da Mostra como atriz de Manoel de Oliveira, ‘O Gebo e a Sombra’, e por conta disso também recebe a homenagem do evento, que apresenta a versão restaurada de ‘Era Uma Vez no Oeste’. Claudia Cardinale! Lembro-me de Suso Cecchi D’Amico, roteirista de Luchino Visconti, contando a história ocorrida no set de ‘Rocco e Seus Irmãos’. Visconti já pensava grande para Claudia, a quem ofereceu papeis deslumbrantes em ‘O Leopardo’ e ‘Vagas Estrelas da Ursa’, porque na cena da briga de rua, quando os irmãos Parondi quebram o pau com a multidão, após as primeira vitória de Simone, o grande diretor já gritava ao magafone – ‘Non ammazzare la Cardinale.’ Além dos grandes papeis para Visconti, Federico Fellini, Mauro Bolognini, Valerio Zurlini, Luigi Comencini e Sergio Leone, Claudia filmou na França, nos EUA, no Brasil. Ela certamente faz parte das minhas mais belas lembranças no cinema, e um de seus filmes que prefiro é ‘Os Profissionais’, de Richard Brooks. Gostaria de ter feito a entrevista nos anos 1960, quando éramos jovens e ela era ainda mais bela. Mas é agora, com o recuo do tempo, que posso dizer que essa mulher fez história no cinema. Estou nos meus cascos, como se diz.