Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Na Cama

Cultura

Luiz Carlos Merten

01 Julho 2007 | 11h39

Encontrei entre os meus e-mails um da Andrea Cals, que está substituindo a Lilian (em férias) no grupo Estação, do Rio. Andrea me informa o que adorei ficar sabendo. Na Cama, do chileno Mattias Bize, acaba de ganhar o prêmio de melhor filme íbero-americano do ano, atribuído pela Federação de Produtores Íbero-Americanos de Cinema, que reúne entidades de 13 países da Europa e da América Latina. Sensacional! Adorei o filme, que vi somente após a estréia e, por isso, não consegui lhe dar todo o espaço que merecia. Não corri, por exemplo, atrás de uma entrevista com o diretor e agora me arrependo. Até onde sei, a crítica não havia gostado muito – no jornal, ficaram surpresos quando eu disse que tinha achado ótimo. Enfim, não sei o que vocês acharam e abro para discussão. O júri que atribuiu o prêmio é top de linha. Já é um prêmio à parte para o filme chileno. Reúne quatro diretores artísticos de festivais – Dieter Kosslick, de Berlim; Thierry Fremaux, de Cannes; Frederic Maire, de Locarno; e Mikel Olaciregui, de San Sebastián. Ah, sim – Na Cama foi recusado no Oscar, quando foi indicado pelo Chile para concorrer ao prêmio de melhor filme estrangeiro. Para vocês verem quanto é bom!