Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » ‘Morgue Story’

Cultura

As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cultura

‘Morgue Story’

Luiz Carlos Merten

01 Julho 2010 | 19h39

CANCUN – Fábio Aurélio me pergunta se eu sabia da existencia de ‘Morgue Story, Sangue, Baiacu e Quadrinhos’. A princípio, pensei que fosse ‘Mangue Story’, mas depois me lembrei que aquele filme de horror se chama ‘Mangue Negro’. Fui atrás de ‘Morgue Story’ na internet e encontrei o primeiro trailer, de um minuto e pouco. É bem hilário, e pode virar cult, principalmente para quem curtiu/curte a série Dead Evil, de Sam Raimi, embora a estética também pareca próxima ao horror de Tarantino. A propósito, voces já viram que o filme dele, como é mesmo que se chama, ‘Estrada da Morte’?, vai finalmente estrear? A propósito de Quentin e Brad Pitt, ‘Bastardos Inglórios’, permitam-me voltar a Angelina Jolie. Ela disse que adora o que faz, mas nao tem certeza de que seria atriz, se estivesse iniciando uma carreira. Talvez fosse piloto, mas aí nao teria dinheiro para sustentar uma família de seis filhods. Aproveitei para fazer minha gracinha. Talvez – se ela tivesse chance com aquele cara, como é mesmo que se chama, Brad? Ela riu muito. Adoraria que a entrevista tivesse sido gravada. Só para completar. Ela é um espetáculo de cara, tem um belo sorriso e a tal star quality. Voce nao consegue desgrudar o olho. Mas, além de nao ter bunda, as pernas sao finas. Curioso é que Elizabeth Taylor, quando a vi pela primeira vez, em Cannes, me surpreendeu justamente por ser tao baixinha e ter as pernas também finas. Nem ela nem Angelina se comparam às curvas que Salma Hayek exibiu aqui em Cancun. Ontem, estava zapeando na TV paga e vi cenas de ‘From Dusk to Dawn’, de Robert Rodriguez, num programa sobre nossos vampiros favoritos. Nao estou conseguindo me lembrar do título em portugues, mas a Salma, benza Deus!, quando aparece com aquela roupa de dancarina asteca – homenagem a Maria Antonieta Pons? – enche os olhos. Feliz de quem desfruta de tudo aquilo.