Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Mix Brasil

Cultura

Luiz Carlos Merten

22 Novembro 2009 | 22h22

Tanta coisa para postar… Vamos por partes, como diria Jack (o estripador). Estou voltando do CineSesc, onde ocorreu há pouco a premiação do Mix Brasil, o Festival de Cinema da Diversidade Sexual. Encontrei uma amiga do meu amigo Vilmar, tomamos um café e ela me disse uma coisa que ouvi de muita gente mais. O Mix Brasil podia ser antes um gueto ou um evento que só os militantes/simpatizantes ousavam prestigiar, mas os filmes estão cada vez melhores e o festival também tem cada vez mais cara de festival de cinema. Integrei a comissão do Canal Brasil que escolheu o curta para o Prêmio Aquisição e o vencedor foi ‘Depois da Curva’. Confesso que preferia ‘Professor Godói’, que recebeu os prêmios de interpretação e roteiro do júri internacional e, informou o diretor, virou o maior hit na comunidade ‘ursos’. O prêmio de documentário, do público, foi dividido entre ‘Dzi Croquettes’ e ‘Meu Amigo Cláudia’. Gosto muito do documentário de Tatiana Issa e Raphael Alvarez e até comentei com Kiko Molica, do Canal Brasil, que gravava a cerimônia de encerramento – as pessoas acham que são vanguarda hoje repetindo menos o que aqueles caras faziam há quase 40 anos. Essa mesma reinvenção da roda não é só um fenômeno comportamental. Ocorre no próprio cinema, uma revolução estética meio a reboque. Tanta gente já foi melhor e mais ousada. Os Dzi Croquettes e a Cláudia que o digam…