Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Minissaias

Cultura

Luiz Carlos Merten

26 Setembro 2008 | 17h55

RIO – Sorry, mas ontem tive uma tarde movimentada aqui no Rio, com matérias para fazer, o hotel, a abertura do festival e terminei não tendo tempo de acrescentar mais nenhum post. A cerimônia de abertura foi tipicamente carioca, cheia de celebridades (mais de TV), que páram o trânsito aonde quer que cheguem. Duas minissaias deram o que falar, a de Vera Fischer, balloné – que qui é, meu? Sei porque perguntei para as amigas presentes -, e a de Alessandra Negri, tão mini e tão justa que… Quem foi mesmo que disse que ela era mais bonita do que Liz Taylor e a outra era só mais produzida? Mais uma minissaia daquelas da Alessandra e eu termino acreditando… O filme de abertura, propriamente dito, foi o ‘Última Parada 174’. Gostei mais da primeira parte, até aquela inversão a que já me referi num post anterior. Aí, foi muito estranho, me desliguei do filme e só fiquei olhando, sem muito envolvimento. Mas acho interessante o desfecho, por seu classicismo na solução do drama, só não vou antecipar para não induzí-los a pensar como eu, quando virem o filme (na Mostra de São Paulo, no dia 20 de outubro) e, depois, em salas de todo o Brasil, na estréia, dia 24.

As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Encontrou algum erro? Entre em contato