Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Loucos de Amor

Cultura

Luiz Carlos Merten

23 Setembro 2006 | 11h41

Todo festival gera seu candidato a cult. O do Festival do Rio 2006 bem poderá ser C.R.A.Z. Y. – Loucos de Amor, que integra a programação Foco no Canadá. A sessão de hoje do filme já estava lotada desde a abertura do festival, o que indica que o bochincho em torno dele já era grande. O título original, como se fosse uma sigla, forma a palavra ‘louco’, mas na trama cada letra fornece a inicial para o nome de um dos personagens. São irmãos e cada um deles é paradigma de um tipo de comportamento, o gay, o nerd, o angustiado, etc e tal. A trama é centrada em Zac, cujo olhar introduz o espectador nessa excêntrica família que vive questões existenciais e políticas dos anos 70, mas que permanecem atuais. A trilha saudosista une Pink Floyd e Charles Aznavour e, com certeza, contribui para o clima de C.R.A.Z.Y, que ainda não tem distribuiição assegurada no Brasil.