Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » ‘Lost Patrol’

Cultura

Luiz Carlos Merten

30 Setembro 2009 | 00h36

Mauro Brider me anuncia que comprou baratinho o DVD de ‘A Patrulha Perdida’ e me pergunta que lembrança guardo deste velho filme – de 1934 – do mestre John Ford. Quero dizer que nunca fui um grande admirador do expressionismo fordiano, que nos anos 30/40, se manifesta por meio de filmes como ‘A Patrulha Perdida’, ‘O Informante’ e ‘Long Voyage Home’, A Longa Viagem de Volta, adaptado de Eugene O’Neill. De todos, ‘A Patrulha’ é o meu preferido, mesmo que ‘The Informer’ tenha recebido os principais Oscars de 1935 e seja considerado essencial no reconhecimento da grande arte de Ford. Mas ‘A Patrulha’ é melhor. O filme mostra um regimento inglês perdido no deserto da Mesopotâmia, durante a 2ª Grande Guerra. É o remake de uma produção inglesa e, se não me engano, o irmão de Ford, Jack, fazia um papel no original. O grupo se desintegra sob o efeito do calor e da sede e ainda existem os árabes como ameaça velada, como o seriam os índios nos westerns posteriores do diretor. Aliás, se há um filme de Ford que prenuncia seus westerns é esse – homens em situações limites, como reagem entre si e em relação ao meio externo. É muito curioso que Ford alterne cenas de intensos diálogos com outras que são ação pura, baseadas exclusivamente na força da imagem e da música (a trilha é de Max Steiner). Neste sentido, ‘A Patrulha Perdida’ antecipa ‘No Tempo das Diligências’, que só surgiria cinco anos mais tarde. Não é um grande filme e até envelheceu, seja pelo ‘expressionismo’ ou pela caracterização um tanto sumária dos personagens (mas Boris Karloff é ótimo num papel de ‘demente’, que faz com a mão nas costas). O que quero acrescentaer, e sei que pode parecer arriscado, é que Dino Buzzati com certeza deve ter visto o filme de Ford, já que o livro dele, ‘O Deserto dos Tártaros’, surgiu em 1940 e tem tudo a ver com essa expectatitiva do inimigo oculto e do ataque iminente. Buzzati – e Valerio Zurlini em seu filme, adaptado do livro – radicalizam a premissa de Ford, mas, já que ambos existem em DVD, vejam ‘A Patrulha Perdida’ e ‘O Deserto dos Tártaros’ e confiram as semelhanças. São flagrantes, por mais diferenças qe existam entre ambos os filmes.