Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Los Mejores Westerns

Cultura

Luiz Carlos Merten

10 Janeiro 2007 | 19h56

MONTEVIDEU – Ultimo post de hoje, bem rapidinho. Sou louco por westerns. Nos anos 50, quando era garoto, assistia aos bangue-bangues que passavam no Cine Rival, em Porto Alegre. Eh o genero pelo qual mais sou atraido. Gosto de alguns musicais, de alguns filmes de gangsteres, mas de westerns e melodramas (os de Douglas Sirk) gosto de todos. Comprei ontem um livro, um album, que nao me canso de olhar desde entao. Chama-se Los Mejores Westerns e a autoria eh de um tal Hilario Rodrigues, que nao conhecia. O livro eh fartamente ilustrado e as observacoes do cara sao muito legais. Mas o que mais me divertiu foi comparar os títulos brasileiros com os castelhanos de muitos desses filmes que adoro. Rastros de Odio, do Ford, chama-se Centauros do Deserto e vale lembrar que, em frances, eh La Prisionniere du Desert, A Prisioneira do Deserto. O Intrepido General Custer, com Errol Flynn, pode ser uma inversao total da historia real – na versao de Raoul Walsh, o general eh um heroi que se sacrifica pelos indios; a verdade sobre sua personalidade psicotica soh comecou a aparecer depois -, mas como filme eh genial. Saiu em DVD no Brasil, no pacote da Warner dedicado ao Flynn. A cena em que ele, como Custer, se despede de Olivia De Havilland, sabendo que vai morrer em Little Big Horn, eh daquelas coisas que choro soh de me lembrar. Genial! O título em castelhano eh o mesmo do original em ingles – Murieram con las Botas Puestas, They Died with Their Boots On. E tem o Shane, do George Stevens, que se chamou, no Brasil, Os Brutos também Amam. Em castelhano eh Raices Profundas. Estou amando ver e rever essas imagens que ajudaram a construir meu imaginario.