Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Lá vou eu!

Cultura

Luiz Carlos Merten

16 Julho 2008 | 11h31

Estou no aeroporto de Guarulhos, embarcando para Munique e, de lá, para a Polônia, para Wrocklow, onde ocorre um festival internacional de cinema que, este ano, abriga uma retrospectiva do cinema brasileiro. Fiz a curadoria, a pedido de minha amiga Ursula Grozka. Estou com tempo muito curto – o embarque é daqui a pouco – e nem vou ter tempo de lamentar nossa dificuldade de comunicação, que permanece, nem de repercutir o debate de ontem sobre Bergman, no HSBC, que acho que foi legal. Havia uma moçada muito legal – um garoto que queria discutir Nietzsche em Bergman – e até o André Garoli, diretor de teatro, daquela bela trilogia adaptada de O’Neill, não apenas compareceu como me levou o DVD de ‘A Longa Viagem de Volta’ (The Long Voyage Home), de John Ford, como me havia prometido. O ciclo Bergman prossegue hoje com ‘Da Vida dos Marionetes’, que adoraria rever, pois o filme me impressionou muito, quando o vi há 30 anos (ou quase), e também ‘O Sétimo Selo’, que encerra a programação, amanhã. Fui informado de que o ciclo superou a expectativa e vem registrando ótima freqüência. Que bom! E nem vou ter tempo de falar mais, pelo menos agora, sobre ‘Batman’ e o Coringa de Heath Ledger, embora prefira o Cavaleiro das Trevas de Christian Bale. Estou convencido de que, se o novo filme da série é uma tragédia, o pathos vem todo do herói, contaminado pelo mal do Coringa. E Christian Bale tem aquela máscara, que não é a do Coringa. Espero pode falar também em breve sobre o Chabrol, ‘La Fille Coupée en Deux’, que amei, especialmente o desfecho, no qual o diretor justifica o título e fecha seu filme de maneira brilhante. Lá vou eu! E bons filmes para vocês.