Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Idas e vindas

Cultura

Luiz Carlos Merten

19 Julho 2010 | 10h30

Não sei exatamente que ilação tirar dessa história nem se é preciso tirar uma, mas quero simplesmente contá-la. Saí do Brasil na semana passada, rumo a Budapeste, com a imagem de Gisele Bundchen naquele outdoor na rodovia que dá acesso ao aeroporto de Guarulhos. O outdoor é vertical para retratar, na íntegra, a top que posa para uma campanha de calcinhas (acho que da Hope). Prosseguindo com o tópico ‘bundinhas’, a Gisele tem, e como! Deve ser um dos motivos pelos quais faz tanto sucesso. Desembarquei na Hungria e, na estrada que dava acesso à capital – fiquei em Buda, junto ao Duna (o Danúbio) –, quem vejo em outro outdoor? Gisele Bundchen, agora de maiô, que realçava os seios. Imagino que Calzedonia seja a marca. Não resisto a acrescentar o post, mas o que reflete? A tal globalização? O sucesso de Gisele? Tirem a ilação que quiserem. Entrevistei Gisele uma vez, quando ela fez a versão norte-americana da comédia ‘Táxi’, com direção de Tim Story. O filme era ruim demais, mas não conseguia desgrudar o olho da exuberância daquela mulher, falando comigo naquele gauchês – mas bá, tchê! – e quando ela caminhou naquela suíte de hotel… Aleluia! Lembro que falamos de Leonardo DiCaprio, seu amor da vez, e na época ele fazia ‘O Aviador’ com Martin Scorsese e a Gisele botava a maior fé no filme. Uma última ilação poderia ser sobre o tema ‘outdoors’ e São Paulo, sem eles, não é limpa porra nenhuma, mas esse será tema do próximo post.