Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Horton e o Mundo dos Quem

Cultura

As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cultura

Horton e o Mundo dos Quem

Luiz Carlos Merten

23 Novembro 2007 | 13h13

RIO – Disse que fui a Búzios para participar de um evento da Fox e comecei elogiando as novidades da Warner para 2008. Mas valeu a pena conhecer o Jimmy Hayward, diretor de ‘Horton e o Mundo dos Quem’, nova animação da Blue Sky, que a Fox lança em 14 de março, na mesma data de ‘A Era do Gelo’ 1 e 2, esperando bater o recorde das animações anteriores da empresa de Carlos Saldanha. O filme, adaptasdo de uma história do Dr. seuss, mostra este elefante que ouve uma voz e ela vem de uma flor que carrega dentro dela um mundo de proporções liliputianas. A relação do macro e do micro-universo me pareceu uma retomada da invenção de Stanley Kubrick em ‘2001, Uma Odisséia no Espaço’, e o desenho de Jimmy Hayward ainda tem a valsa de Strauss que o Kubrick utilizou na gtrilha. Não podia ser mera coincidência. Comecei falando de ‘2001’ com o Jimmy e ele me disse que eu havia matado a charada – justamente a ficção científica do Kubrick é o filme favorito dele. Foi um papo muito interessante, porque ele admitiu que a animação virou um mercado muito competitivo e, cada vez mais, a extravagância parece a arma dos animadores para atrair o público. Quero acrescentar que ganhei de um amigo de Brasília as edições de novembro de ‘Cahiers du Cinéma’, ‘Première’ e ‘Studio’, todas abrindo espaço para Francis Ford Coppola, que explica porque se manteve afastado do cinmema nos últimos dez anos. Peguei as revistas para olhar na viagem e descobri que ‘Cahiers’ publica um encarte sobre o cinema digital, pegando carona num festival que ocorre agora em Paris. Abro o tal encarte e o que encontro? ‘Cahiers’ elogia ‘Redacted’, o novo Brian De Palma, do qual não gostei, mas ‘Cahiers’ também compara o filme à ‘Prova de Morte’ de Quentin Tarantino, o que já fiz aqui no blog. Há coerência na revista, como no que escrevo. ‘Cahiers’ adora o filme do Tarantino. Eu não gostei, mas não sou besta de achar Tarantino uma b… e o De Palma, genial. Gostem vocês, se quiserem, mas não contem comigo.