Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Grazie, Gia!

Cultura

Luiz Carlos Merten

04 Junho 2007 | 12h59

Alessandro Giannini já veio em meu socorro, pelo telefone. Ele me diz que Turiddu, que eu citei no post anterior, ao falar sobre O Bandido Giuliano, obra-prima do cinema documentado (não documentário) de Francesco Rosi, é o apelido de Salvatore. A expressão é calabresa, o que me lembra Un Ragazzo di Calabria, que Luigi Comencini fez há exatamente dez anos, com Gian-Maria Volontè e Diogo Abatantuono. O bom do blog é isso. Uma coisa leva sempre a outra. Não é como no jornal, onde esse tipo de associação seria despropositado, no corpo de uma matéria. O próprio título que eu coloquei no post não deixa de ser uma brincadeira (inconsciente) com Grazie Zia, de Salvatore Samperi, com Lisa Gastoni e Lou Castel, lá dos anos 60. Nossa! Este eu tirei do baú. O filme do Samperi era a versão ‘cômica’ de De Punhos Cerrados, do Bellocchio, com o próprio Lou Castel. Chamou-se, no Brasil, Obrigado Tia e, se a memória não está me traindo, era muito legal.