Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Grande James Gray

Cultura

Luiz Carlos Merten

20 Maio 2008 | 07h33

CANNES – Minha pergunta, no post anterior, referia-ase a Clint Eastwood, se sem a assinatura dele um filme como ‘The Exchange’ tem classe para participar da competição em Cannes. Muita gente se fez a mesma pergunta em relação a ‘Two Lovers’, de Michael Gray, que passou ontem. Ouvi coleguinhas – brasileiros, inclusive – se perguntando o que um filme daqueles fazia na competição? A pergunta que eu faria seria outra – será que o júri presidido por Sean Penn teria ‘the guts’ para premiar ‘Two Lovers’? Gostei demais e, posto que Charlyze Theron me havia dito que `Rocco e Seus Irmãos` é o filme favorito do diretor, ouso dizer que ele, de certa forma, refaz `Rocco` por meio de uma simples (mas muito rica) história de amor. Há um detalhe, logo no começo, que me fez lembrar de ‘Rocco’ e assim como o detalhe na fazenda me irritou – pela banalidade – no filme de Clint, este outro aqui me deixou chapado. Não quero avançar muito nesta história para não tirar a graça, mas vou voltar a ela. Só estou esperando poder entrevistar o diretor, o que viria somar mais prazer ao que já tive assistindo a seu filme.

Encontrou algum erro? Entre em contato