Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Festival Latino

Cultura

Luiz Carlos Merten

29 Julho 2007 | 10h50

Lembrete rápido (estou na redação do Estado e preciso trabalhar). Hoje, às 7 da noite, tem o encerramento do Festival do Cinema Latino-Americano, no Memorial. Se você não precisa estar lá, veja, às 18h30, na Sala Cinemateca, Yawar Malku, do Jorge Sanjinés. Dá tempo de correr para o CineSesc e ver, às 10 da noite, O Chacal de Naueltoro. E, à tarde, se estiver sobrando tempo, passa na Sala Multimídia do Memorial, às 3, Pueblerina. Foi um dos três filmes que Emílio ‘El Índio’ Fernández fez em 1948 (os outros dois foram Maclóvia e Salõn México/Santa entre Demônios). El Índio foi o diretor mais famoso dos anos dourados do cinema mexicano, nos anos 40 e 50. Em dupla com o fotógrafo Gabriel Figueroa, fez melodramas suntuosamente fotografados – suntuosamente demais, para dizer a verdade –, estrelados pelas grandes divas do México. Maria Félix, Dolores Del Rio, Maria Elena Márquez, Marga López, todas brilharam no cinema de Emílio Fernández, que, para La Red, importou da Itália a jovem (e bela) Rossana Podestà. Em Pueblerina, a atriz é Columba Domínguez. El Índio era uma figura. Truculento, fez o general Mapocho – não, Mapocho é o rio; ele se chamava Mapache – de Meu Ódio Será Sua Herança (The Wild Bunch), de Sam Peckinpah.