Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Festival do Rio anuncia ficções concorrentes

Cultura

Luiz Carlos Merten

26 Agosto 2007 | 15h07

Três da tarde, ainda não consegui almoçar, mas não resisto a postar o e-mail que recebi do Festival do Rio, com a lista dos filmes que estarão na Première Brasil deste ano. É a maior vitrine do cinema brasileiro. Teremos na mostra competitiva de longas de ficção – A Casa de Alice, de Chico Teixeira; Deserto Feliz, de Paulo Caldas; Estômago, de Marcos Jorge; Maré, Nossa História de Amor, de Lúcia Murat; Mutum, de Sandra Kogut; Onde Andará Dulce Veiga, de Guilherme de Almeida Prado; Sem Controle, de Cris D’Amato; O Signo da Cidade, de Carlos Alberto Riccelli; e A Via Láctea, de Lina Chamie. Já sabia, me informaram na sexta, que Meu Nome não É Johnny não iria mais para a Première Brasil, mas estou surpreso com a ausência do polêmico Tropa de Elite. O filme passa em outra seção do Festival do Rio? Não concorre porque pegaria mal, se não ganhasse nada? Mas o festival divulgou seus filmes brasileiros hors-concours e eu não encontro na lista o Tropa de Elite. Ou seja – não vai passar, simplesmente? Entre outros, vão passar, fora de concurso – Contos de Riso e Medo, de Helvécio Ratton; Jogo de Cena, de Eduardo Coutinho; Juízo, de Maria Augusta Ramos; Mulheres Sexo Verdades Mentiras, de Euclydes Marinho; e Nome Próprio, de Murilo Salles. Além do documentário do Coutinho, que foi o top do recente Festival de Gramado, gosto muito, nesta seleção, de Mutum e de A Via Láctea, a que assisti em Cannes. Mas vamos ter tempo de falar sobre todos esses filmes.