Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Expectativa

Cultura

Luiz Carlos Merten

20 Fevereiro 2010 | 15h34

BERLIM – Tive um dia agitado. Comecou com a exibicao de About Her Brother, o filme do japones Yoji Yamada que encerra a 60.a Berlinale. A sessao oficial é agora à noite. Hoje pela manha houve a sessao de imprensa. Sou até suspeito para dizer que gostei. Adoro esse velho que criou a série mais longeva do cinema – 48 episódios – É Triste Ser Homem e que, ultimamente, havia dado de fazer filmes de samurais do entardecer, muito bonitos. O novo filme tem tudo a ver com o de Pernille Fischer Christensen, Uma Família, que ganhou o premio da crítica. Ambos falam de família – o irmao dela, de acordo com o título, é o tio da protagonista. O cara é a ovelha negra da família, um embaraco para todo mundo, mas, apesar de todas as diferencas entre ambos, como no filme de Pernille, esse estorvo que passa pela vida provocando ressentimentos e rupturas familiares, consegue, numa circunstancia extrema. a uniao do grupo. O próprio Yamada veio receber um premio especial, de carreira. Falou de Yasujiro Ozu, de Akira Kurosawa, grandes diretores, e disse humildemente que ele é um artesao, preocupado com o humano, mas sem a grandeza daqueles genios. A modéstia de Yamada… Daqui a pouco comeca a cerimonia de premiacao. Passei minha tarde fazendo as últimas entrevistas e, mesmo nao tendo gostado muito do filme de Michael Winterbottom, The Killer Inside Me, a entrevista com ele foi das melhores que fiz aqui. Quem ganha? Gostaria que o júri presidido por Werner Herzog premiasse o filme romeno, If I Want to Whistle, I Whistle, mas existem outros bons concorrentes que nao seriam um embaraco, se recebessem o premio. Tenho ouvido que Herzog e seu júri poderao premiar Polanski – The Ghost Writer – como desagravo, ou entao o russo (How I Ended This Summer, muito bem feito e que trabalha sobre certos elementos caros ao presidente, mas pelo qual nao tenho muito entusiasmo). Nao creio muito (na vitória de Polanski), mas who knows? O turco (Bal, Mel), o japones (Caterpillar), o dinamarques (qualquer um dos dos dois, o de Pernille ou o de Tomas Vinterberg, Submarino) me agradariam muito mais. Enfim, a expectativa termina daqui a pouco. Tenho matérias para enviar para o Brasil, mas vamos ver se tenho condicoes de postar alguma coisa sobre o resultado, tao logo o anúncio seja feito. Até!