Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Eu voltei!

Cultura

Luiz Carlos Merten

28 Março 2007 | 09h45

Vocês perceberam, com certeza, que devo ter tido um dia punk, ontem. Mal consegui postar aquele texto chamando para o debate do É Tudo Verdade no Centro Cultural São Paulo. Foi muito legal. Na saída, encontrei meu amigo Josafá Veloso, que me cobrou o texto sobre João Moreira Salles e seu Santiago. Ele está hoje no Caderno 2 do Estado. Não quero ficar me repetindo e, assim, se vocês quiserem comentar o que escrevi no jornal, fica aberto o espaço. Ontem não tive tempo de voltar ao blog porque emendei uma atividade atrás da outra. Cheguei tarde do debate, tinha entrevista (com Monique Gardenberg, muito boa), dentista e filme. Hoje, meu dia não promete ser mais pacífico. É dia de fechar a edição de sexta do Caderno 2, com as estréias de sexta-feira, e eu viajo à noite para o México, para a entrevista com Hilary Swank. Mas quero ver se encontro tempo para postar duas ou três coisas que quero dizer sobre os limites entre ficção e documentário, expressos tanto por Santiago quanto por Serras da Desordem, de Andrea Tonacci, que passa amanhã no Festival de Documentários. Aliás, os dois vão passar, Serras às 20 horas, no Itaú Cultural, e Santiago às 23 horas, a pedido, no Cinesesc. Hoje também haverá exibição especial de Adeus, América, do Sérgio Oksman, às 23 horas, de novo no CineSesc. O filme bem deveria estar na mira de distribuidores independentes como Jean-Thomas, da Imovision, André Sturm, da Pandora, ou o povo da Europa. Oksman, de 37 anos, foi colega de Jotabê Medeiros e Antônio Gonçalves Filho na Folha. Atualmente radicado na Espanha, fez este documentário que pode ser comparado a Uma Verdade Inconveniente. O personagem é outro Al, o Lewis, ator que fazia Vovô na série Os Monstros, não o ex-vice americano Al Gore, que parte da ecologia para também criticar o atual estado do mundo. As verdades De Al Lewis não são menos inconvenientes. O Vovô Monstro era um ativista (já morreu) que diz coisas muito sérias sobre democracia na América. Vejam!