Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Estou desistindo do meu almoço

Cultura

Luiz Carlos Merten

13 Novembro 2011 | 12h47

Além dos 3 mil e tantos comentários pendentes, à espera de aprovação, tenho post prometidos sobre ‘Mulheres Apaixonadas’, ‘M. Klein’ e agora também sobre outro filme de Joseph Losey, que acaba de ser lançado pela Cult. ‘Cerimônia Secreta’, adaptado do argentino Marco Denevi, com Elizabeth Taylor e Mia Farrow. É o meu Losey do coração, com ‘Eva’ e ‘Estranho Acidente’. Pretendo logo acrescentar os posts, mas não neste momento. Estou na redação do ‘Estado’, onde vim fazer os filmes na TV de amanhã. Tenho de sair correndo e explico por quê. Ao entrevistar Mevin Van Peebles para o ciclo ‘Tela Negra’, sobre os blaxploitation movies, havia visto, en passant, ‘Mandingo’ entre os títulos de filmes que seriam apresentados no CCBB. Ontem, em casa, me bateu de conferir se o filme de Richard Fleischer já havia passado. Estou correndo porque a sessão será daqui a pouco, às 13h30. Sempre quis rever o filme adaptado do ciclo de romances de Falconhurst, uma série de dez livros escrita por Kyle Onstott, dos quais dois foram adaptados por Hollywood. ‘Mandingo’ e, na sequência, ‘Drum’ (por Steve Carver). Sempre fui um defensor ardoroso de Richard Fleischer e ele era o primeiro a reconhecer que, com ‘Mandingo’, teve as piores críticas de sua carreira. Mas se defendia. A sua versão de ‘Mandingo’ tinha 3h45 e foi reduzida pelo produtopr Dino de Laurentiis a pouco mais de 2. A série de Falconhurst trata das relações entre brancos e negros durante os anos de escravidão, nos EUA. A ênfase está no sexo e o filme foi demolido porque seria racista, incorreto (antes mesmo que o conceito fosse estabelecido) e sensacionalista.  Fleischer jurava que, na versão dele, não era nada disso. Eu me impressionei ao ver o filme em 1975, ou 76 –  muitos de vocês nem eram nascidos –, justamente porque aquela franqueza na abordagem das relações sexuais não era nada frequente em Hollywood. E o filme não era, nem na época, um blaxploitation movie. Não sei em que momento virou. Estou desistindo do meu almoço. Vou comer alguma coisa depois. Espero que ‘Mandingo’ me alimente, como outros (grandes) filmes de Fleischer.