Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Era uma vez… Betse, Marcelo, Hermila,. Verônica…

Cultura

As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cultura

Era uma vez… Betse, Marcelo, Hermila,. Verônica…

Luiz Carlos Merten

26 Setembro 2011 | 23h17

Meus amigos, não estou conseguindo dar conta das novidades aqui no blog. Ontem fui ao Rio, bate e volta, para visitar o set da nova comédia de Betse de Paula. Marisa Leão produz ‘Vende ou Aluga’ e isso representa um upgrade para a Betse, como diretora. O elenco inclui quatro gerações de mulheres de uma mesma família – Natália Timberg, Marieta Severo, Sílvia Buarque e a filha da Betse, … A quinta personagem é a casa no Leme em que a produção está sendo filmada. Sensacional! Já fiquei ali no Othon Leme, no Green Tulip e andei muito por aquela rua para ir a um restaurante francês muito simpático, que adoro, e nunca me chamou a atenção a tal casa, que sobe a encosta do morro, com a favela de fundo. Passei momentos muito agradáveis conversando com Natália, com Marieta. Elas retomam os papéis, de mãe e filha, que fizeram no começo da carreira de Marieta, em ‘Society em Baby-Doll’. Marieta faz uma antiga atriz, Maria Alice, que agora vive na casa caindo aos pedaços. Betse gostaria que o filme se chamasse ‘A Casa Cai’ e a trama passa-se num único dia, quando surge um comprador que poderá tirar a família da m… Para ilustrasr a glória passada de Maria Alice, ass paredes osgtyentyasm cartazes de seus hits – ‘O Ano Passsadso em Maricá’ e uma foto (montagem) em que Marieta e Leila Diniz aparecem grávidas, na praia. Issoi nunca ocorreu, é uma licença poética, Leila na sua célebre foto de biquínio, com aquele barrigão enorme e Marieta também grávida de Sílvia (e é a primeira vez que elas fazem mãe e filha no cinema). Estava todo mundo tão animado no set. Espero que ‘Vendo ou Alugo’ dê certo, at´[e porque gosto, a despeito de suas limitações, das com´pedias anteriores de Betse de Paula, ‘O Casamento de Luiza’ e ‘Celeste e Estrela’. Agora à noite, fui com, meu amigo Dib Carneiro ao aniversário de Célia Forte. 50 anos esta noite! Assessora, dramaturga, jornalista, Célia masis umsa vez condseguiu rteunir um monte de genter no Café Paris, ali na Haddock Lobo. Parabéns! A caminho das festa, passei pela Artur Azevedo, onde mora o Dib. Enquanto ele descia, fui tomar um café na ‘minha’ padaria, a Trigonela, na esquina da Virgílio. Entrei e dei de cara, no balcão, com Marcelo Gomes. Nunca soube que Marcelo tinha um apartamento ali perto, na própria Virgílio. Somos vizinhos, pois moro na Joaquim Antunes. Marcelo me falou do novo filme, ‘Era Uma Vez Verônica’, cuja montagem – a primeira – levou ao Cine en Construción, em San Sebastián. Marcelo volta daqui a pouco ao Rio para o festival e para iniciar a segunda montagem. Fiz a pergunta tola, se ele está gostando do novo trabalho. Me encantou ouvir o que disse, e o Karin (Ainouz) também já me havia dito. É um prazer, segundo eles, trabalhar com Hermila Guedes e, com a Hermila, metade do sucesso do filme já está assegurada, desde que eles, os ‘autores’, não errem muito. Adoro a Hermila, não só como atriz, e me encanta ver esses grandes diretores falarem bem dela.